ENVELHECIMENTO E CRISE NO CUIDADO: A REFLEXÃO DE PESQUISADORES E CUIDADORES BRASILEIROS

Joice de Fátima Laureano Martins da Silva, Kamilla Milione Nogueira Reis, Mariany Milione Nogueira Reis, Emilia Pio da Silva, Letícia Vieira da Silva, José de Alencar Ribeiro Neto, Simone Caldas Tavares Mafra

Resumo


Introdução: O envelhecimento populacional no mundo é o fenômeno mais significativo no século XXI. No Brasil estima-se que em 2050 essa população seja de 29,3%. Entretanto, é necessário criar medidas de saúde pública para amparar o aumento acelerado da população idosa. Dessa forma, grande parte dos idosos demandam de cuidado, assumir essa função de cuidador é considerado um evento estressante crônico, pois, apresenta alta sobrecarga, um alto grau de vigilância e gera tensão física e psicológica durante longos períodos. Objetivo: compreender os cuidadores de idosos que vivenciam diariamente a realidade e as dificuldades desse processo, tornam-se vertentes importantes para compreender todas as dimensões do problema. Métodos: Pesquisa qualitativa e quantitativa, população escolhida foram 19 cuidadores de idosos, os quais receberam 16 perguntas pela ferramenta online Formulários Google. Todos responderam às perguntas, sendo assim definida a amostra deste estudo. Para a análise de dados quantitativos utilizou-se o Microsoft Excel 2016. Resultados: Os cuidadores de idosos, eram 63,2% (12) do sexo feminino, média de idades foi de 53,4 anos, maioria não realizaram cursos profissionalizantes, que contam com ajuda de parentes para auxiliarem nas tarefas e relatam que exite uma sobrecarga grande de serviço. Conclusão: O cuidado com a pessoa idosa ainda é um desafio a ser vivenciado pela família. Perebe-se que Estado e da sociedade estão despreparados para amparar essas pessoas. As redes de apoio se resumem na colaboração de vizinhos e amigos. Logo, existe uma crise nas relações de cuidado, causada pela insuficiência familiar e pela insuficiência do Estado.


Palavras-chave


Idoso, interpretação de envelhecer, cuidado familiar

Texto Completo:

PDF

Referências


Sousa NFS, Lima MG, Cesar CLG, Barros MBA. Envelhecimento ativo: prevalência e diferenças de gênero e idade em estudo de base populacional. Cad. Saúde Pública. 2018 Jul, 34 (11). Doi: 10.1590/0102-311x00173317.

Gutierrez LLP, Fernandes NRM, Mascarenhas M. “Caracterização de cuidadores de idosos da região metropolitana de Porto Alegre (RS): perfil do cuidado”. Saúde em Debate. 2017 Jul-Set, 41 (114): 885-98. Doi: 10.1590/0103-1104201711417.

Veras RP, Oliveira Martha. Envelhecer no Brasil: a construção de um modelo de cuidado. Ciênc. saúde coletiva. 2018 Jun, 23 (6): 1929-1936. Doi: 10.1590/1413-81232018236.04722018.

Sousa GS, Perrelli JGA, Botelho ES. “Diagnóstico de enfermagem Risco de Suicídio em idosos: revisão integrativa”. Revista Gaúcha de Enfermagem. 2018 Ago, 39: 1-14. Doi: 10.1590/1983-1447.2018.2017-0120.

Minayo MCS. O imperativo de cuidar da pessoa idosa dependente. Ciênc. saúde coletiva . 2019 Jan, 24 (1): 247-252. Doi: 10.1590/1413-81232018241.29912018.

Alves EVC, Flesch LD, Cachioni M, Neri AL, Batistoni SST. “The double vulnerability of elderly caregivers: multimorbidity and perceived burden and their associations with frailty”. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia. 2018 Mai-Jun, 21 (3): 301-11. Doi: 10.1590/1981-22562018021.180050.

SENGE, Peter M. A quinta disciplina: arte e prática da organização que aprende. 19a Edição, São Paulo, Editora Best Seller; 2009.

Griffith JJ. A disciplina do pensamento sistêmico. Viçosa, MG: Universidade Federal de Viçosa, Departamento de Engenharia. 2008.

Queluz FNFR, Barham EJ, Del Prette ZAP, Santos AAA. “Inventário de habilidades sociais para cuidadores familiares de idosos (IHS-CI): relações com indicadores de bem-estar psicológico”. Temas em Psicologia. 2018 Abr-Jun, 26(2): 537-49. Doi: 10.9788/tp2018.2-01pt.

Lins AES, Rosas C, Neri AL. “Satisfaction with family relations and support according to elderly persons caring for elderly relatives”. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia. 2018 Mai-Jun, 21(3): 330-41. Doi: 10.1590/1981-22562018021.170177.

Pavarini SCI, Neri AL, Brigola AG, Ottaviani AC, Souza EN, Rossetti ES, et al. Idosos cuidadores que moram em contextos urbanos, rurais e de alta vulnerabilidade social. Rev Esc Enferm USP. 2017 Dez, 51 : 1-7. Doi: 10.1590/s1980-220x2016040103254

Santos-Orlandi AA, Brito TRP, Ottaviani AC, Rossetti ES, Zazzetta MS, Gratão ACM, et al. “Profile of older adults caring for other older adults in contexts of high social vulnerability”. Escola Anna Nery - Revista de Enfermagem. 2016 Jan, 21 (1): 1-8. Doi: 10.5935/1414-8145.20170013.

Tomomitsu MR, Perracini MR, Neri AL. Fatores associados à satisfação com a vida em idosos cuidadores e não cuidadores [Factors associated with satisfaction with life among elderly caregivers and non-caregivers]. Cien Saude Colet. 2014 Ago, 19 (8) : 3429-3440. Doi: 10.1590/1413-81232014198.13952013

Araujo JS, Vidal GM, Brito FN, Gonçalves DCA, Leite DKM, Dutra CDT, et al. “Perfil dos cuidadores e as dificuldades enfrentadas no cuidado ao idoso, em Ananindeua, PA”. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia. 2013 Jan-Mar, 16 (1): 149-58. Doi: 10.1590/s1809-98232013000100015.

Couto AM, Caldas CP, Castro EAB “Family caregiver of older adults and Cultural Care in Nursing care”. Revista Brasileira de Enfermagem. 2018 Mai-Jun, 71(3): 959-66. Doi: 10.1590/0034-7167-2017-0105.

Faller JW, Teston EF, Marcon SS. “Estrutura conceptual do envelhecimento em diferentes etnias”. Revista Gaúcha de Enfermagem. 2018 Jul, 39:1-8. Doi: 10.1590/1983-1447.2018.66144.

Brito AMM, Belloni E, Castro A, Camargo BV, Giacomozzi AI. “Representações sociais do cuidado e da velhice no Brasil e Itália”. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 2018 Jun, 34: 1-11. Doi: 10.1590/0102.3772e3455.

Antúnez SF, Lima NP, Bierhals IO, Gomes AP, Vieira LS,Tomasi E. “Incapacidade funcional para atividades básicas e instrumentais da vida diária: um estudo de base populacional com idosos de Pelotas, Rio Grande do Sul, 2014”. Epidemiologia e Serviços de Saúde. 2018 Jun, 27(2):1-14. Doi: 10.5123/s1679-49742018000200005.

Freitas R; Santos SSC; Hammerschmidt KSA; Silva ME; Pelzer MT. Cuidado de enfermagem para prevenção de quedas em idosos: proposta para ação. Rev. bras. enferm. 2011 Jun, 64( 3 ): 478-485. Doi: 10.1590/S0034-71672011000300011.

Santos LAC, Faria L, Patiño RA. “O envelhecer e a morte: leituras contemporâneas de psicologia social”. Revista Brasileira de Estudos de População. 2018, 35(2):1-15. Doi: 10.20947/s0102-3098a0040.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Copyright (c) 2021 Joice de Fátima Laureano Martins da Silva, Kamilla Milione Nogueira Reis, Mariany Milione Nogueira Reis, Emilia Pio da Silva, Letícia Vieira da Silva, José de Alencar Ribeiro Neto, Simone Caldas Tavares Mafra