ASPECTOS SOCIAIS DA RESILIÊNCIA EM PACIENTES COM DIABETES MELLITUS TIPO II

Autores

  • Joyce Helena Souza Rosa Programa de Incllusão Social de Egressos do Sistema Penitenciario (PrEsp)
  • Bruno Feital Barbosa Motta

Palavras-chave:

redes sociais. diabetes mellitus tipo 2. resiliência.

Resumo

Os altos números da incidência da Diabetes Mellitus tipo 2 (DM 2) no Brasil e no mundo ressaltam a importância de se pensar em estratégias de prevenção às complicações inerentes a doença e a promoção à qualidade de vida. A resiliência como um conceito na saúde evidencia as potencialidades do indivíduo, acreditando no seu empoderamento enquanto participante do seu processo de saúde. O presente estudo pretende delinear os aspectos sociais que evidenciam a resiliência em pacientes com DM 2 atendidos no Projeto de extensão acompanhamento, educação e prevenção em Diabetes (PRODIA) pertencente ao ambulatório de Endocrinologia do Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora (HU UFJF). Para tanto, buscou- se especificamente levantar subsídios para a efetividade do estudo do conceito de resiliência na saúde. Foi realizado um estudo quantitativo, transversal e descritivo. Foi utilizado um Questionário Sociodemográfico, a Escala de Resiliência de Wagnild e Young e a Escala de Percepção de Suporte Social (EPSS). Os aspectos sociais foram analisados a partir da teoria dos determinantes sociais de saúde, sendo incluídas as variáveis idade, sexo, estado civil, religião, escolaridade, situação ocupacional, renda econômica e apoio social.Os resultados deste estudo demonstraram que os pacientes entrevistados apresentavam bom índice de resiliência (média de  132 pontos), e esta foi significativamente associada com a idade dos entrevistados.  Pontua-se, portanto, a necessidade de levantar dados sobre a população á qual se destina as abordagens que promovem a resiliência através do letramento e da educação em saúde.


Biografia do Autor

Joyce Helena Souza Rosa, Programa de Incllusão Social de Egressos do Sistema Penitenciario (PrEsp)

Graduada em Psicologia pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora CES/JF (2013). Pós graduada (Lato Sensu) em Terapia Cognitivo Comportamental pela FAGOC (2015). Terapeuta Comunitária em formação pela Caifcom (2015-2016). Atualmente é Psicóloga do Programa de Inclusão Social do Egresso do Sistema Prisional (PrEsp) do Centro de Prevenção à Criminalidade de Juiz de Fora, órgão da Política de Prevenção à Criminalidade, desenvolvida pela Secretaria de Estado de Defesa Social de Minas Gerais em parceria com o Instituto ELO. Atuando ainda como Psicóloga Clínica em consultório particular.


Bruno Feital Barbosa Motta

Graduado em Psicologia pela Universidade Federal de Juiz de Fora, Pós graduado (Lato Sensu) em Desenvolvimento Humano pela Universidade Federal de Juiz de Fora, Mestre em Psicologia pela Universidade Federal de Juiz de Fora, Psicólogo do Centro de Prevenção à Criminalidade de Juiz de Fora, atuando no programa Central de Apoio e Acompanhamento às Penas e Medidas Alternativas (CEAPA), Professor do Departamento de Psicologia da Faculdade Governador Ozanam Coelho (FAGOC).


Referências

ADA- American Diabetes Association. Standards of medical care in Diabetes 2015. Diabetes Care. V. 38, sup.1, jan. 2015

ALMEIDA, José Paulo Correia de. Impacto dos factores psicológicos associados à adesão terapêutica, ao controlo metabólico e à qualidade de vida em adolescentes com Diabetes tipo1. Universidade do Minho- Instituto de Educação e Psicologia. Tese de Doutoramento em Psicologia Clínica. 2013

BRADSHAW, Beverly G.; RICHARDSON, Glenn E.; KULKARNI, Karmeen. Triving with Diabetes: an introduction to the resiliency approach for diabetes educators. The Diabetes Educator. v. 33, n. 4, jul-ago, p. 643-649, 2007. Disponível em: . Acesso em: 12 Jul. 2013.

BRASIL. VIGITEL Brasil 2011: Vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico-Dados sobre Diabetes. Brasília: Ministério da Saúde. 2011.

CASTRO, A. P. A.; NOVO JÚNIOR, J. M.; COSTA, M. B. A abordagem interdisciplinar no tratamento do Diabetes Mellitus. In: CASTRO, A. P. A.; COSTA, M. B.(Org.). Diabetes Mellitus: abordagem interdisciplinar: a educação em saúde como tratamento. Ed. UFJF, 2011. p. 17-27.

FARIA, Juliana Bernardes de; SEIDL, Eliane Maria Fleury. Religiosidade e enfrentamento em contextos de saúde e doença: revisão da literatura. Psicologia: Reflexão e Critica. V.18, n. 3, p. 381-389, 2005.

GROFF, Daniela de Paoli; SIMÕES, Priscyla Waleska Targino de Azevedo; FAGUNDES, Ana Lúcia Soares Camargo. Adesão ao tratamento dos pacientes diabéticos tipo II usuários da estratégia saúde da família situada no bairro Metropol, Criciúma, SC. Arquivos Catarinenses de Medicina. v. 40, n. 3, 2011.

GROTBERG, Edith Henderson. Introdução: Novas tendências em resiliência.

In: MELILLO, Aldo; OJEDA, Elbio Néstor Suárez ; et al. Resiliência: Descobrindo as próprias fortalezas. Artmed: Rio de Janeiro, 2005.

INFANTE, Francisca. A resiliência como processo: uma revisão de literatura recente. In: MELILLO, Aldo; OJEDA, Elbio Néstor Suárez ; et al. Resiliência: Descobrindo as próprias fortalezas. Artmed: Rio de Janeiro, 2005.

JULIANO, A. C. S. R. S ; COSTA, M. B. A abordagem interdisciplinar no tratamento do Diabetes Mellitus. In: CASTRO, A. P. A.; COSTA, M. B.(Org.). Diabetes Mellitus: abordagem interdisciplinar: a educação em saúde como tratamento. Ed. UFJF, 2011. p. 49-69

KAPLAN, Berton H.; CASSEL, John C. ; GORE, Susan. Social Support and Health. Medical Care. v. 15, n. 5, mai, sup., 1977. Disponível em: <http://www.jstor.org/stable/3763353 >. Acesso em: 10 jul. 2013.

LOSOI, Heidi; TURUNEN, Senni; WALJAS, Minna; et al. Psychometric properties of the finnish version of the resilience scale and its short version. Psychology, community and health. v.2, n.1, p. 1-10, 2013. Disponível em:<http://pch.psychopen.eu/article/view/40>. Acesso em: 30 set. 2013.

LUTHAR, Sunyia S.; BROWN, Pamela J. Maximizing resilience through diverse levels of inquiry: Prevailing paradigms, possibilities, and priorities for the future. Devolopment and Psychopathology. v. 19, n.3, p. 931-955, 2007. Disponível em: <http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2190297/pdf/nihms30913.pdf>. Acesso em: 10 jul. 2013.

NUNES, Madalena. Apoio social na diabetes. Instituto politécnico de Viseu. Educação, ciência e tecnologia.p. 135-149, 2004. Disponivel em:< http://repositorio.ipv.pt/bitstream/10400.19/430/1/Apoio%20social%20na%20dia betes.pdf>. Acesso em: 14 Out. 2012.

PÉRES, Denise Siqueira; LAÉRCIO, Joel Franco; SANTOS, Manoel Antônio. Comportamento alimentar em mulheres portadoras de Diabetes tipo2. Revista de Saúde Pública. v. 40, n.2, p.310-317, 2006.

PESCE, Renata P.; ASSIS, Simone G.; AVANCI, Joviana Q.; SANTOS, Nilton C.; MALAQUIAS, Juaci V.; Carvalhaes, Raquel. Adaptação transcultural, confiabilidade e validade da escala de resiliência. Caderno de Saúde Pública. v. 21, n. 2, p. 436-448, mar-abr, 2005. Disponivel em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102311X2005000200010>. Acesso em: Out. 2012.

POLLETO, Michele; KOLLER, Silvia Helena. Contextos ecológicos: promotores de resiliência, risco e proteção. Estudos de Psicologia. v. 25, n.3, p. 405-416, jul – set, 2008. Disponivel em: < http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103166X2008000300009&script=sci_arttext>. Acesso em: Out. 2012.

QUICENO, Japcy Margarita; ALPI, Stefano Vinaccia. Resiliencia y carcaterísticas soiodemográficas em enfermos crónicos. Psicología desde el Caribe. Universidad del norte. v. 29, n.1, p. 87-104, 2012. Disponível em:

<http://redalyc.org/articulo.oa?id=21323171006> Acesso em: 14 mai. 2013.

RUTTER, Michael. Resilience as dynamic concept. Development and

Psychopathology. v. 24, p. 335-344, 2012. Disponível em:<http://journals.cambridge.org/action/displayFulltext?type=1&fid=8538865&ji d=DPP&volumeId=24&issueId=02&aid=8538863&bodyId=&membershipNumbe r=&societyETOCSession=>. Acesso em: 12 set. 2013.

SANTOS, Claudia Tavares do; SEBASTIANI, Ricardo Werner.

Acompanhamento psicológico à pessoas portadora de doença crônica. In: ANGERAMI et. al. E a Psicologia entrou no Hospital. Editora Pioneira: São Paulo, 1996.

SCHMIDT, Maria Inês; DUNCAN, Bruce Bartholow; SILVA, Gulnar Azevedo e;

MENEZES, Ana Maria; MONTEIRO, Carlos Augusto; BARRETO, Sandhi Maria; et al. Doenças Crônicas não Transmissíveis no Brasil: Cargas e desafios atuais. The Lancet. n. 377, p. 1949-1961, 2011 Disponivel em: < http://download.thelancet.com/flatcontentassets/pdfs/brazil/brazilpor4.pdf> . Acesso em: 15 Abr. 2012.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABTES. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes: 2014-2015. AC Farmacêutica: São Paulo, 2015

SESMG - Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. Autocuidado apoiado. Grupo consolidador da oficina de sistematização das tecnologias leves no modelo de atenção ás condições crônicas. MACC, 2013. NO PRELO.

SILVA, Isabel; RIBEIRO-PAIS, José; CARDOSO, Helena; RAMOS, Helena;

CARVALHOSA, Suzana Fonseca; DIAS, Sônia; GONÇALVES, Aldina. Efeitos do apoio social na qualidade de vida, controlo metabólico e desenvolvimento de complicações crónicas em indivíduos com Diabetes. Psicologia, saúde e doenças. V. 4, n. 1, p. 21-32, 2003.

SIQUEIRA, Mirlene Maria Martins. Construção e validação da escala de percepção social. Psicologia em Estudo. v. 13, n. 2, p. 381-388, abr./jun.

Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/pe/v13n2/a21v13n2.pdf>. Acesso em: Out. 2012.

STEINHARDT, Mary A.; MAMEROW, Madonna M.; BROWN, Sharon A.;

JOLLY, Christopher A. A reslience intervention in african american adults with type 2 Diabetes. The Diabetes Educator. V 35, n.2, mar-apr, p.274-284, 2009. Disponível em: <http://tde.sagepub.com/content/35/2/274>. Acesso em :14 mai. 2013.

STROPPA, André; MOREIRA-ALMEIDA, Alexander. Religiosidade e saúde. p. 427-443 In: SALGADO, Mauro Ivan; FREIRE, Gilson (Orgs.). Saúde e Espiritualidade: uma nova visão da medicina. Belo Horizonte: Inede, 2008.

YI, Joyce P.; VITALIANO, Peter P.; YI, Jean C.; WEINGER, Katie. The role of resilience on psychological adjustment and physical health in patients with diabetes. British Journal of Health Psychology. v. 13, n. 2, p. 311-325, may, 2008. Disponível em :<http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1348/135910707X186994/pdf>. Acesso em: 12 Ago.2013.

Publicado

2016-08-12

Edição

Seção

Artigos Originais