INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS E PRÁXIS DOCENTES NA EDUCAÇÃO INFANTIL: um estudo de caso em uma escola privada de Ubá-MG

Graziela Mariana Arruda Graziela Mariana Arruda, Amanda Juliana do Carmo Amanda Juliana do Carmo

Resumo


A Teoria das Inteligências Múltiplas (I.M), desenvolvida na década de 1980 por Howard Gardner, repercutiu em mudanças na prática escolar em diversos países. Tendo em vista a importância dessa teoria, o objetivo geral deste estudo foi investigar a I.M na práxis docente em uma escola de Educação Infantil da rede privada de Ubá-MG. Para tal, a pesquisa consistiu em um estudo de caso, com uma abordagem qualitativa, a partir da realização de uma entrevista semiestruturada, utilizando-se, para obtenção dos resultados, o método de Análise de Conteúdo. Concluiu-se que apesar de os professores não conhecerem a I.M, a práxis docente é baseada em recursos lúdicos promovendo o estímulo das inteligências musical, linguística, matemática e cinestésica-corporal. Além disso, os resultados dessa prática são satisfatórios, sob o ponto de vista dos professores. Considera-se que a escola investigada possui boas práticas, pautadas na BNCC; entretanto, elas podem ser ampliadas e ajustadas a partir do treinamento das docentes para conhecimento aprofundado da teoria, a fim de que possam trabalhar todas as inteligências múltiplas, como proposto por Gardner.


Palavras-chave


Teoria das Inteligências Múltiplas; Educação infantil; Ludicidade.

Texto Completo:

PDF

Referências


BASSOTTO, B. de ALMEIDA; BECKER, E, L, S. Inteligências múltiplas relacionadas aos campos de experiência da Base Nacional Comum Curricular na Educação Infantil. Universidade Franciscana, Brasil. Research, Society and Development, v.9, n.6. 2020. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/340712517_Inteligencias_multiplas_relacionadas_aos_campos_de_experiencia_da_Base_Nacional_Comum_Curricular_na_Educacao_Infantil. Acesso em: 24 marc. 2021.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular – BNCC. Ministério da Educação, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf Acesso em: 24 mar. 2021.

CASTRO, Danielly Kássia de. A importância da afetividade na educação infantil. TCC (Licenciatura em Pedagogia). Centro universitário de Formiga, 2018. Disponível em: https://bibliotecadigital.uniformg.edu.br:21015/xmlui/handle/123456789/668. Acesso em: 24 marc. 2021.

CAVALCANTE, Maria V.; LÚCIO, Ingrid M.L.; VIEIRA, Ana Carolina S.; BITTENCOURT, Ivanise G. de S.; VIEIRA; D. S.; BARBOSA, Lilian C.R; CALDAS, Marcela A.G.; DAVINO; Cristiana M. Estimulação cognitiva e aprendizagem infantil: revisão de literatura. Brazilizan Journal of Devolopment. v. 6, n. 6, p. 41981-41990. 2020. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/12432. Acesso em: 24 marc. 2021.

COSTA, Tania Gomes Ferreira da. Um novo olhar sobre as Inteligências Múltiplas na Educação Infantil. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento, v. 6, ed. 5, 2020. Disponível em: https://www.nucleodoconhecimento.com.br/educacao/novo-olhar. Acesso em: 24 marc. 2021.

DECLARAÇÃO Universal dos Direitos da Criança de 1959. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/declaracao_universal_direitos_crianca.pdf. Acesso em: 24 de mar. 2021.

DORIA, A. R. M; SOARES, L. M. Inteligências Múltiplas e aprendizagem significativa na Educação Infantil. In: I Seminário de Políticas Públicas Educacionais: desafios e perspectivas após o Golpe de 2016, 2016. Disponível em: http://www2.uesb.br/eventos/politicaspublicas/wp-content/uploads/2018/12/I_SEM_PPE_2018_14.pdf. Acesso em: 24 marc. 2021.

DUARTE, B.S; BATISTA, C. V. M. Desenvolvimento Infantil: Importância das Atividades Operacionais na Educação Infantil. In: XVI Semana da Educação. 2015. Disponível em:http://www.uel.br/eventos/semanaeducacao/pages/arquivos/ANAIS/ARTIGO/SABERES%20E%20PRATICAS/DESENVOLVIMENTO%20INFANTIL.pdf. Acesso em: 18 jan. 2021.

FERREIRA, Maria Tomaz da Silva. A importância da música na educação infantil. TCC (Licenciatura em Pedagogia) – Centro de Educação da Universidade Federal da Paraíba – UFPB, 2013. Disponível em: https://repositorio.ufpb.br/jspui/bitstream/123456789/3716/1/MTSF24032014.pdf. Acesso em: 24 marc. 2021.

FERREIRA, Yasmin Caroline. As inteligências múltiplas e a ludicidade na educação infantil. Alegria de Ensinar. 2016. Disponível em: https://alegriadeensinarblog.wordpress.com/2016/07/28/as-inteligencias-multiplas-e-a-ludicidade-na-educacao-infantil/. Acesso em: 24 marc. 2021.

FREITAS, Maria de Fátima Batista de. Brincadeira inovadoras na educação infantil: um olhar para as inteligências múltiplas no processo de ensino-aprendizagem. Monografia (graduação em Pedagogia) – Universidade Federal da Paraíba – UFPB, João Pessoa, 2013. Disponível em: https://repositorio.ufpb.br/jspui/bitstream/123456789/2748/1/MFBF14042014.pdf. Acesso em: 24 marc. 2021.

GARCIA, Vitor Ponchio; SANTOS, Renato dos. A importância da utilização da música na educação infantil. Revista EFDeportes (online). Buenos Aires, n. 169, jun., 2012. http://www.efdeportes.com/efd169/a-musica-na-educacao-infantil.htm. Acesso em: 22 fev. 2021.

GARDNER, Howard. Estruturas da Mente. A teoria das Inteligências Múltiplas. Porto Alegre: Editora ARTMED, 1994.

GARDNER, Howard. Inteligencias múltiples: La teoria em la práctica, 1995.

GARDNER, Howard. Fronteiras do Pensamento [parte I] 2012. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=FDCGcekPhss&t=610s Acesso em: 11 de fev. 2021.

GARDNER, Howard; CHEN, Jie-Qi; MORAN, Seana. Inteligências Múltiplas ao redor do mundo. Porto Alegre: Editora ARTMED, 2010.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6 Ed. Editora Atlas, 2008.

KAMILA, Ana Paula Folador; MACIEL, Régia Aquino; MELLO, Luciane de Andrade; SOUZA, Rosani Aparecida Alves. A estimulação psicomotora na aprendizagem infantil. Revista Cientifica Faema, mai, 2010. Disponível em: http://repositorio.faema.edu.br:8000/jspui/handle/123456789/1656. Acesso em: 11 fev. 2021.

MARTINS, Beatriz Prado. Inteligências Múltiplas: A teoria na prática da educação infantil. Revista Científica Aprender. 5 ed, dez, 2011. Disponível em: http://revista.fundacaoaprender.org.br/?p=76. Acesso em: 11 fev. 2021.

MARQUES, M. E. D. S. Os jogos e brincadeiras na educação infantil: o lúdico como ferramenta de estimulação da aprendizagem. Monografia (Graduação em Pedagogia) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRGN, Parnamirim, 2016. Disponível em: https://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/2937. Acesso em: 11 fev. 2011.

MELLO, T; RUBIO, J. de A. S. A Importância da Afetividade na Relação Professor/Aluno no Processo de Ensino/Aprendizagem na Educação Infantil. Revista Eletrônica Saberes da Educação, v. 4, n. 1. 2013. Disponível em: http://docs.uninove.br/arte/fac/publicacoes/pdf/v4-n1-2013/Tagides.pdf. Acesso em: 09 abr. 2021.

MINAYO, Maria Cecilia. Pesquisa Social: Teoria, métodos e Criatividade. Petrópolis: Editora Vozes, 2002.

NASCIMENTO, V. H do; OLIVEIRA, M.A. M. Afetividade na Educação Infantil. Revista Saberes Docentes, v. 2, n. 3. 2017. Disponível em: https://www.revista.ajes.edu.br/index.php/rsd/article/view/79. Acesso em: 09 abr. 2021.

NILES, R. P; SOCHA, K. A importância das atividades lúdicas na educação infantil. Revista de Divulgação Científica, v. 19, n. 1, p. 80-94. 2014.

OLIVEIRA, Cynthia B. E. D; ALVES, Paola B. Ensino Fundamental: Papel do professor, motivação e estimulação no contexto escolar. Paideia. 2005. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/paideia/v15n31/10.pdf. Acesso em: 09 abr. 2021. 2005.

RODRIGUES, Letícia Gomes. Um estudo sobre a Teoria das Inteligências Múltiplas. 2015.

ROSÁRIO, C. L; SANTOS, Raimunda Maria Rodrigues; FERREIRA, Nataly Nunes; ARAÚJO, Klayton Oliveira de; MESQUITA, Stephanie Caroline da Rocha. Sala-ambiente: Espaço de Interação e Práticas Pedagógicas Inovadoras. In: XI Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia, out. 2014. Disponível em: https://www.aedb.br/seget/arquivos/artigos14/42420484.pdf. Acesso em: 09 abr. 2021.

ROSSI, F. S. Considerações sobre a Psicomotricidade na Educação Infantil. Revista Vozes dos Vales, n. 1. 2012. Disponível em: https://www.aedb.br/seget/arquivos/artigos14/42420484.pdf. Acesso em: 09 abr. 2021.

SABINO, M. A; ROQUE, A. S. S. A. A teoria das inteligências múltiplas e sua contribuição para o ensino de língua italiana no contexto de uma escola pública. Revista Eletrônica dos Núcleos de Ensino da UNESP, p. 410-429. 2006. Disponível em: https://www.unesp.br/prograd/PDFNE2006/artigos/capitulo3/ateoriadasinteligencias.pdf. Acesso em: 09 abr. 2021.

SACCHETTO, Karen k; MADASCHI, Vanessa; BARBOSA, Geraldo H. L.; SILVA, Priscilla L. da; SILVA, Raquel Caetano T. da; FILIPE; Beatriz Tomás da Cruz; SILVA; João R. de Souza. O ambiente lúdico como fator motivacional na aprendizagem escolar. Cadernos. Universidade Presbiteriana Mackenzie, v.11, n.1, p.28-36, 2011. Disponível em: https://up.mackenzie.br/fileadmin/OLD/47/Graduacao/CCBS/Pos-Graduacao/Docs/Cadernos/Volume_11/Kaufmann-Sacchetto_et_al_v_11_n_1_2011artigo_2.pdf. Acesso em: 09 abr. 2021.

SALES, L M de Morais; ARAÚJO, A. V. de. A teoria das inteligências múltiplas de Howard Gardner e o ensino do direito. Novos Estudos Jurídicos. v. 23, n. 2, 2018. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/327432409_A_TEORIA_DAS_INTELIGENCIAS_MULTIPLAS_DE_HOWARD_GARDNER_E_O_ENSINO_DO_DIREITO. Acesso em: 09 abr. 2021.

SANTOS, A. A. M dos. Afetividade e autoestima na Educação infantil: Uma relação possível. Monografia de Especialização (Especialização em Docência na Educação Infantil) – Universidade Federal de Minas Gerais, 2013. Disponível em: https://repositorio.ufmg.br/handle/1843/BUBD-9FSGWJ. Acesso em: 09 abr. 2021.

SILVA, Ana Maria Burgues da; BATISTA, Edileuza A da Conceição; BEZERRA, Jussara dos Santos. Influência da Educação Infantil na formação da personalidade das crianças. Faculdade de São Luís de França, 2016. Disponível em: https://portal.fslf.edu.br/wpcontent/uploads/2016/12/Influencia_da_educacao_infantil_na_formacao_da_personalidade.pdf. Acesso em: 10 marc. 2021.

SILVA, Silvana Maria Moura; RAMOS, Aidyl Macedo de Queiroz Pérez; FONSECA, Eneida Simões da. Direito de Brincar da criança brasileira: subsídios das políticas públicas. Revista de Políticas Públicas, v.10, n.2, 2006. Disponível em: http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rppublica/article/view/3804/0. Acesso em 10 marc. 2021.

SOUZA, Linete. O. de; BERNARDINO, Andreza. D. A contação de histórias como estratégia pedagógica na educação infantil e no ensino fundamental. Educere et Educare Revista de Educação. v. 6, n. 12, p. 235-249. 2011. Disponível em: http://e-revista.unioeste.br/index.php/educereeteducare/article/view/4643/4891. Acesso em: 19 jan. 2021.

STREHL, Letícia. Teoria das múltiplas inteligências de Howard Gardner: Breve resenha e reflexões críticas. Trabalho apresentado com requisito parcial para a conclusão da disciplina Seminário sobre Ensino de Comunicação e Informação, 2000. Disponível em: https://pt.slideshare.net/leticia.strehl/teoria-das-mltiplas-inteligncias-de-howard-gardner-breve-resenha-e-reflexes-crticas. Acesso em: 22 jan. 2021.

ZANATA, Milena Hoppen. A contribuição da estimulação para a aprendizagem. Revista de Educação do IDEAU, v. 9. 2014. Disponível em: https://www.bage.ideau.com.br/wp-content/files_mf/122289fb97b7bca15f85f182c90fc578222_1.pdf. Acesso em: 19 jan. 2021.

ZORZE, Patrícia Fernanda do Prado. Brinquedoteca e suas contribuições aos processos de ensino e de aprendizagem de crianças da educação infantil. Pós-Graduação (Métodos e Técnicas de Ensino). Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR, 2012. Disponível em: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/4692/1/MD_EDUMTE_I_2012_19.pdf Acesso em: 22 jan. 2021.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.