COMPARAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA E SEUS DOMÍNIOS ENTRE UNIVERSITÁRIOS PRATICANTES E NÃO PRATICANTES DE EXERCÍCIOS FÍSICOS

Renato Mendes Toledo, Robson Bonoto Teixeira, Renata Aparecida Rodrigues Oliveira, Rômulo José Mota Júnior Rômulo

Resumo


Atualmente, as pessoas têm acumulado cada vez mais tarefas ao longo de sua jornada diária. Nesse sentido, muitos jovens, além de sua jornada de trabalho, investem tempo em sua formação universitária, tendo, portanto, pouco tempo para a prática de exercícios físicos. Esses fatores podem levar a impactos negativos na qualidade de vida. Diante disso, o objetivo do presente estudo foi comparar a qualidade de vida e seus domínios entre universitários praticantes e não praticantes de exercício físico. Foram avaliados 76 alunos de um centro universitário particular do interior de Minas Gerais, com idade entre 18 e 52 anos. Para a avaliação de qualidade de vida e seus domínios, foi utilizado o questionário WHOQOL-bref. Os dados foram apresentados descritivamente e comparados entre os grupos através do teste qui quadrado de Pearson e do teste t para amostras independentes. Foi adotado um nível de significância de 5%, sendo todas as análises realizadas no programa estatístico SPSS. O grupo de universitários ativos apresentou uma melhor autoavaliação da qualidade de vida, uma melhor autoavaliação da saúde, bem como uma melhor pontuação em todos os domínios. Conclui-se que universitários ativos avaliam melhor a qualidade de vida e tendem a ter uma melhor percepção de saúde; além disso, a prática de exercício influenciou positivamente em todos os domínios e na qualidade de vida geral de universitários.


Palavras-chave


Qualidade de vida. Alunos. Exercício Físico.

Texto Completo:

PDF

Referências


ALCÂNTARA, A. R.; CABRAL, H. M. A.; FREIRE, A. L. L.; PEREIRA, L. G. F.; ROCHA, G. M.; TORRES, M. V. Análise comparativa qualidade de vida entre idosas praticantes e não praticantes de atividade física em Teresina-Piauí. Revista Eletrônica Gestão & Saúde, v. 6, n. 1, p. 379-89, 2015.

ARNOLD, R.; RANCHOR, A. V.; SANDERMAN, R.; KEMPEN, G. I.; ORMEL, J.; SUURMEIJER, T. P. The relative contribution of domains of quality of life to overall quality of life for different chronic diseases. Qual Life Res. v. 13, n. 5, p. 883-96, 2004.

BAPTISTA, P. B. Epidemiologia da atividade física. Revista da SOCERJ, Rio de Janeiro, v. 8, p. 173-174, 2000.

CAETANO, F. H. A.; SILVA, R. R. Diferença na qualidade de vida entre praticantes e não praticantes de atividade física na 3ª idade. Revista em Educação Física, v. 1, n. 1, 2007.

CAMPOS, A. C. V.; CORDEIRO, E. C.; REZENDE, G. P.; VARGAS, VARGAS, A, M. D.; FERREIRA, E. F. Qualidade de vida de idosos praticantes de atividade física no contexto da estratégia saúde da família. Texto Contexto Enferm, v. 23, n. 4, out.-dez. 2014.

CORRENTE, J. E.; MACHADO, A. B. C. Avaliação da qualidade de vida da população idosa numa estância turística do interior do estado de São Paulo: aplicação da escala de Flanagan. Revista APS, Juiz de Fora, v. 13, n. 2, p. 156-163, 2010.

FLECK, M. P. A.; LOUZADA, S.; XAVIER, M.; CHACHAMOVICH, E.; VIEIRA, G.; SANTOS, L.; PINZON, V. Aplicação da versão em português do instrumento abreviado de avaliação da qualidade de vida “WHOQOL-bref”. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 34, n. 2, p. 178-183, 2000.

MCAULEY, E.; BLISSMER, B.; MARQUEZ, D. X.; JEROME, G. J.; KRAMER, A. F.; KATULA, J. Social relations, physical activity, and well-being in older adults. Prev Med., v. 31, n. 5, p. 608–17, 2000.

NAHAS, M. V. Atividade, saúde e qualidade de vida: conceitos e sugestões para um estilo de vida ativo. 2. ed. Londrina: Midiograf, 2001.

OKUMA, S. S. O idoso e a atividade física: fundamentos e pesquisa. 2. ed. Campinas: Papirus, 1998.

PASCHOAL, S. M. P. Qualidade de vida do idoso: construção de um instrumento de avaliação através do método do impacto clínico. 2004. 245 f. Tese (Doutorado em Medicina Preventiva) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.

PITANGA, F. J. G. Epidemiologia da atividade física. Exercício físico e saúde. 2. ed. São Paulo: Phorte, 2004.

POZENA, R.; SILVA CUNHA, N. F. Projeto "Construindo um futuro saudável através da prática da atividade física diária". Saúde e Sociedade, São Paulo, v. 18, p. 52-56, 2009.

SILVA, C. R. A influência da atividade física regular na qualidade de vida da população participante do Projeto Descobrindo Talentos. 2006. Monografia (Graduação em Educação Física) – Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal. Campo Grande, MS, 2006

TAHARA, A. K.; SCHWARTZ, G. M.; SILVA, K. A. Aderência e manutenção da prática de exercícios em academias. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, v. 11, n. 4, p. 7-12, 2003.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.